31/07/2015

[PARCEIRO] #MAURÍCIO GOMYDE

Hello bibouss, tudo okay? Hoje aqui no blog mais um post de divulgação do novo livro do autor Maurício Gomyde pela editora Intrínseca, livro intitulado como Surpreendente, vamos conhecer o autor e sua obra? \o/
Sobre o autor
Biografia: Nasci em São Paulo, capital. Desde os 3 anos moro em Brasília. Sou brasiliense, é isso! A cidade mais bonita do mundo, sem discussão. Sou são-paulino, geminiano, escritor e músico (compositor e baterista).
Sobre o livro
Ficha técnica
Título: Surpreendente
Autor (a): Maurício Gomyde
Editora: Intrínseca
Gênero: Literatura brasileira/ Romance
Ano: 2015
Páginas: 272

Sinopse: Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Onde encontrar 

29/07/2015

[BELEZA] #RESENHA DE PRODUTOS

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje irei resenhar 4 produtos em um só post uhu. São produtinhos que eu venho utilizando há algum tempo e decidi fazer essa super resenha em um post unicamente de pele. Um bb cream, uma base, um pó compacto e um duo de blush, vamos começar? \o/
Base Pure makeup da Maybelline e bb Cream da L'oreal
           A base da Maybelline é na cor beige claro e ficou muito clara e rosada na minha pele então eu uso como corretivo e dá super certo, é uma base bem sequinha e boa para pele oleosa. Gosto de usá-la nas minhas espinhas e olheiras pois dá uma boa disfarçada nelas. Não acumula na pele e quando seca fica matte. Acho que ela não possui filtro solar.
           O bb Cream da L'oreal é na cor clara e é excelente na minha opinião, eu uso durante o dia, tem filtro solar 20 e é bem sequinho também. Tem uma cobertura leve, mas cobre a vermelhidão do meu rosto.
Pó compacto Super Natural da Maybelline
         Este pó é muito bom, ele é bem fininho e não deixa a pele carregada, tem FPS 30 e é na cor bege natural a cor mais clara, o pó deixa minha pele bem sequinha do jeito que eu gosto e ao mesmo tempo leve, é uma boa recomendação de pó.
Duo de blush da Contém 1 grama
          Eu amo esse duo de blush, só que na verdade eu só uso o primeiro tom que é o marrom opaco, a outra cor é o bronze cintilante só que eu não gosto de colocar blush com brilhos, então eu uso o bronze cintilante como sombra, são cores muito pigmentadas e com o acabamento opaco e perolado respectivamente.
          Então essa é a resenha destes produtos meus bibouss queridos e deixem nos comentários o que acharam destes produtinhos.
Kissus

25/07/2015

[RESENHA] #ENTRELACE

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje mais uma resenha de livro uhu :D Estou muito feliz por estar colocando as leituras em dia e este livro que resenharei hoje foi uma excelente surpresa para mim, a princípio fiquei meio apreensiva em lê-lo mais confesso que me apaixonei por ele, gostei de praticamente tudo só teve uma coisa que odiei e muito mas mesmo assim o livro é incrível, vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: Entrelace
Autor (a): Diana Scarpine
Editora: Baraúna
Gênero: Romance
Ano: 2012
Páginas: 660
Avaliação: ★+


Sinopse: Um homem. Uma mulher. Aparentemente desconhecidos, separados por quilômetros de distância, mas unidos pelo amor ... Destinos entrelaçados pelo acaso, mas implacavelmente afastados pelo preconceito... Amor e preconceito digladiando-se num profundo e intenso embate... Será o amor capaz de vencer o preconceito? Ou o preconceito será capaz de subjugar o amor presente no coração de uma mulher?


A estória começa com a partida de Henrique (Henri), para sua cidade natal na Bahia (Jequié), para ter um encontro com Ana Carolina (Carol), que é uma namorada virtual há cerca de dois anos e meio. Henri há todo momento se mostra inseguro com esse encontro com Carol por medo de ser rejeitado ou vítima de preconceito devido sua deficiência.

Ao chegar para o encontro não é reconhecido por Carol e ela pensa ter levado um bolo, ao se aproximar de um homem cadeirante ela pede uma informação e ele revela que é Henri. Carol não aceita que Henri seja cadeirante e o humilha dizendo monstruosidades a ele, diz ter sido enganada e que ele é um aleijado que nunca poderá fazê-la feliz, que nenhuma mulher iria querer ficar com um meio homem, que não poderia lhe dar filhos.

Ela vai embora furiosa e Henri fica extremamente triste, pois a ama, e pensava que ela também o amava. A todo o momento ele disse que nunca a enganou, que ele mandou um e-mail explicando tudo sobre sua deficiência e em anexo uma foto sentado na cadeira de rodas, mas ela diz que ele é um mentiroso pois nunca recebera e-mail algum.

Os dois vão embora para seus lares e depois de um tempo de reflexão, Henri vai para seu novo trabalho em que ele desenvolverá uma pesquisa denominada CEP. Lá ele encontra com Carol sem saber que ela seria sua colaboradora. Ambos preferiam não falar sobre trabalho por isso não tinham conhecimento de que trabalhavam na mesma área.

"Infelizmente ou felizmente (não sei), parece que, quando amamos, ficamos mais sensíveis e é esta sensibilidade aflorada que faz com que nos machuquemos facilmente quando ouvimos algum comentário da pessoa amada que não nos agrada."
Carol não lida muito bem com essa situação e Henri deixa claro que não irá prejudicá-la em seu trabalho. Os dois começam o projeto, ele diz que a ama e ela sempre deixa claro que o odeia com todas as suas forças.

Com passar do tempo à relação dos dois não melhora, apenas o trabalho os liga para uma socialização bem monossilábica. Carol diz o tempo todo que ele quer conquistá-la e ele diz que a ama, mas não acredita que ela seja capaz de amá-lo. Os dois começam a se falar com mais frequência, sempre com farpas.

Até que um dia Henri tem sua casa finalizada e se muda para lá, Carol fica sabendo e sem saber direito o porquê pede hospedagem em sua casa. Henri não quer aceitar, mas está a cada dia mais apaixonado por Carol mesmo ela magoando seu coração. Ele impõe algumas regras e Carol vai morar com ele.

"A lição que aprendi com Henri não era exclusiva para quem tem deficiência. Era para mim e para qualquer pessoa também. A diferença, seja ela qual for, não é uma aberração. É apenas uma forma mais perceptível de demonstrar que, na verdade, a regra, a normalidade é a diferença, e não, o padrão, pois ninguém é igual."
Os dois começam uma relação de amigos, mas sempre com as palavras preconceituosas de Carol que insiste que ele não é homem em sua plenitude. Diversas vezes ele é claro e se diz independente e que não precisa da pena nem do preconceito advindo dela.

O tempo vai passando e Carol sempre demonstra que está atraída por ele, mesmo dizendo que ele não é homem para ela. Ela até tenta se envolver com outros homens, mas nenhum a leva a sério como Henri.

Honestamente eu fiquei com preguiça de começar a ler um livro tão grosso, olhei-o em meio a outros livros e pensei “esse livro está me chamando”, comecei a ler e logo fiquei com ódio da protagonista Carol, sério ela é preconceituosa e muito grosseira com Henri, faz questão de humilhá-lo quando o vê pela primeira vez e como se não bastasse tudo isso, em alguns momentos é gentil e em outros tem um comportamento ridículo e incompreensível.
Com o passar das páginas confesso que ela me surpreendeu e mudou drasticamente, a amor por Henri a fez amadurecer muito e fez ela rever seus preconceitos e a crescer como pessoa. Ao contrário de Carol que é muito impulsiva e cabeça dura, Henri é inteligente, romântico e muito forte pois superou tudo que aconteceu com ele e se mostrou gentil e amável com Carol mesmo ela não merecendo tal tratamento.

Confesso que o livro me deixou muito nervosa em algumas situações, muitas vezes meu coração doía com o sofrimento de Henri e a indiferença de Carol. Um ponto muito legal é o esclarecimento que a autora dá sobre a sexualidade de um deficiente, sobre como eles reagem ao estímulo sexual e que podem ter uma vida sexualmente ativa.

O livro é narrado pelo ponto de vista de Henri e Carol, as folhas são brancas :( a capa não é muito bonita, mas o que importa é que o livro mostrou a superação do preconceito do verdadeiro amor, e que a vida de Carol e Henri já estavam entrelaçadas há muito tempo.

Amei e recomendo este livro, que entrou para meus favoritos de 2015, espero que tenham curtido a resenha bibouss, fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários o que acharam do livro.
Kissus

22/07/2015

[DIVULGAÇÃO] #PARTICIPE DO LIVRO METAMORFOSES


Até 31 de agosto de 2015, a Andross Editora estará recebendo poemas para publicação no livro METAMORFOSES. A Andross Editora está recebendo poemas para publicação no livro "Metamorfoses - Coletânea de poemas”, a ser lançado em novembro de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de agosto de 2015. Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site da editora.


Sinopse: Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. A frase de Lavoisier reflete o que acontece também na natureza humana, mas com um tanto a mais de complexidade: sentimentos primários como carvão recebem energia suficiente para se transformar em algo bruto, mas valioso. Cabe a poetas lapidarem-no com inspiração e empenho para trazer a você poemas brilhantes como diamantes.

SERVIÇO: 
Livro:Metamorfose - Coletânea de poemas” 
Organização: Edson Rossatto
Envio do texto: até 31/08/2015
Lançamento: 28 de novembro de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora
Prêmio STRIX

Abaixo, segue uma entrevista do editor da Andross sobre o processo de publicação. Vale a pena assistir.

19/07/2015

[RESENHA] #A PAUSA DO TEMPO


Hello bibouss, tudo okay? Estou muito feliz por estar conseguindo ler livros para resenhar para vocês aqui no blog. O livro de hoje é de parceria com a autora brasileira Valéria Martins, A pausa do tempo é seu livro de crônicas e esse é o livro livro do tipo crônica que eu já li na vida. Vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: A pausa do Tempo
Autor (a): Valéria Martins
Editora: Jaguatirica digital
Gênero: Crônicas brasileiras
Ano: 2013
Páginas: 156
Avaliação: 


Sinopse: Com "A Pausa do Tempo", Valéria Martins, jornalista, escritora, blogueira e agente literária, presenteia seus leitores com textos colhidos do seu blog, crônicas tecidas com sutileza e perspicácia, reflexões lúcidas acerca da vida e da morte, do amor e do tempo, do cotidiano, família, amigos, viagens, literatura, música, cinema. Sem sair da suavidade, sem nunca perder o tom, Valéria lança, sobre si mesma e sobre o outro, um olhar às vezes leve e divertido, outras vezes denso e doloroso, mas sempre cheio de confiança na vida, no ser humano e em Deus.


  O livro contém diversas crônicas divididas em seções, como: Reflexão, amor, literatura, cotidiano, viagem, cinema e amigos do blog da autora. As crônicas são reflexões que temos em nossa mente que divaga sobre várias situações que presenciamos em nossa vida, cabe a nós interpretá-las da melhor forma que nos convém.
"[...] O amor é a maior aventura da vida e não tem idade para começar."
  As crônicas independente das seções remetem ao melhor proveito do que a vida pode nos oferecer e cabe a nós mesmos decidirmos o que fazer com estes momentos variados que fazem parte das páginas deste livro. São reflexões sobre como nos sentimos a cerca de nossa existência, de nossa vida, das experiências que tivemos ao longo dos anos.
  Os amores que temos, como filhos, mãe, amores que vão sendo construídos com nosso carinho e dedicação que temos com entes queridos que nos cercam de paz e alegria. A pausa do tempo nos possibilita refletir sobre nossas questões pessoais e sobre o que queremos ou esperamos do futuro. Abre um leque de possibilidades apara uma mudança que vem de dentro pra fora e que nos muda sem que deixemos de ter nossa própria essência.

  A autora explorou o livro em primeira pessoa mas sem ter um protagonista principal, na verdade eu me senti a protagonista deste livro pelas situações que foram descritas e em muitos momentos me imaginei enfrentando obstáculos advindos do livro.
"(...) também desejo para mim um relacionamento que seja um verdadeiro encontro, no sentido de transformar para melhor a minha vida e a do meu companheiro, ambos caminhando para cima e para a frente na mesma direção, juntos."
  Um ponto muito importante é a linguagem cotidiana que torna o livro uma leitura prazerosa que nos remete a nossa própria vida e nossos medos e emoções que estamos conhecendo. O livro retrata o amor, a dor, o medo, o carinho por alguém, a tristeza pelas perdas e possibilita que nós reflitamos sobre o que queremos para nossas vidas e que devemos buscar o que queremos para que o futuro seja feito por nossas próprias escolhas.
  A capa é bem significativa tem muito em comum com as crônicas, as folhas são amarelas, a diagramação é simples e sofisticada e a linguagem é de simples compreensão. Outro ponto que eu gostei no livro foi o enriquecimento cultural, dando ênfase a outros autores e outras nacionalidades que serviram para complementar o todo do livro.
"A liberdade pode ser angustiante... Em certas horas eu pedia um sinal, algo que me indicasse qual direção seguir! Mas na maioria das vezes, esse sinal não vinha e eu tinha que decidir... Sozinha!"
 Bom bibouss, essa foi a resenha espero que tenham curtido, fiquem de olho nas redes sociais e deixe nos comentários o que acharam do livro.
Kissus

16/07/2015

[TAG] #DOENÇAS LITERÁRIAS

Hello bibouss, tudo okay? Hoje aqui no blog irei responder uma tag muito legal, chamada tag das doenças literárias, os vídeos originais estão desabilitados, mas a tag foi criada por SarawithnH e foi vista no Amount of words. Eu achei super interessante e quis responder também! Vamos começar? \o/
1. Diabetes: um livro muito doce
Outono de Sonhos é com certeza um dos livros mais doces que já li na vida, mas se trata de um livro doce que eu sou apaixonada incondicionalmente, se trata da estória de Helen Castilho e Andrew Gamberini, um amor que vem do Senhor. 
2. Catapora: um livro que você leu e não lerá de novo
Anna e o beijo francês foi uma verdadeira decepção pra mim. Comprei o livro em uma promoção e o livro foi bem recomendado por vários blogueiros e alguns youtubers, mas infelizmente quando li o livro achei-o totalmente sem graça e sem charme, uma pena :(
3. Ciclo Menstrual: um livro que você relê constantemente
Este livro é tudo que eu gosto em um New adult, é sexy, clichê e tudo de bom. Um protagonista galinha, uma protagonista guerreira que vai até a casa do seu pai para ficar lá por um tempo agora que a mãe morreu e ela ficou sem nada. Este livro é incrível é amor demais :D
4. Gripe: um livro que se espalhou como vírus
O único livro que eu li que se encaixa nesta categoria é A culpa é das estrelas, um livro bacaninha, nada de tão incrível. O livro em si é fácil de ler, tem sarcasmo e dá uma sensação de depressão, se você gosta de livro assim, vai amá-lo :p 
5. Asma: um livro que tirou seu fôlego
Eu escolhi este livro por que a protagonista Jaqueline quase foi estuprada duas vezes pelo mesmo homem, lembro que fiquei com a respiração presa, com medo de que ele fizesse essa monstruosidade com ela, mas nada acontece pois Landon a salva dos ataques. 
6. Insônia: um livro que tirou o sono
O livro que me tirou o sono foi o livro do meu noivo. Na época que li o livro dele éramos colegas de faculdade e eu comprei o livro dele, logo após alguns dias depois comecei a leitura. Lembro que fiquei acordada a noite inteira, eu tentava parar de ler e ir dormir mas o sono não vinha então acabei de ler o livro oito horas da manhã kkkk  
7. Amnésia: um livro que você não se lembra muito bem
Esse livro se encaixa perfeitamente nesta categoria, não lembro de quase nada, nem o nome da protagonista eu lembro, só lembro do amigo/namorado Simon, não lembro do que se trata a estória, só sei que são sobre sereias.
8. Má nutrição: um livro que faltou conteúdo para reflexão
Eu li esse livro e não gostei. Achei a estória fraca e superficial, tanto que nem dei chance para as continuações, demorei quase dois meses para finalizar a leitura e não tenho vontade de ler o resto. Acredito que o livro não tenha nenhuma mensagem especial só malucos e psicóticos :S
9. Doenças de viagem: um livro que leva você para outra época/mundo/lugar
Esse livro é um dos meus favoritos e me fez viajar para outro país em uma dimensão diferente, envolvendo mitologia indiana, feitiços e viagens de tirar o fôlego, sem contar o romance super fofo que ocorre no decorrer do livro.

Bom bibouss essa foi a tag, adorei respondê-la e acompanhe o blog nas redes sociais, e deixem nos comentários o que acharam das respostas.
Kissus 

12/07/2015

[RESENHA] #SURFISTAS, BEIJOS E UM PÉ DE PATO

Hello bibouss, tudo okay? Promessa é dívida e hoje mais uma resenha de um livro aqui no blog uhu... Se trata de um livro de parceria com a autora Carolina Cequini e seu livro infanto-juvenil Surfistas, beijos e um pé de pato. Um livro com um tema maravilhoso que são as sereias e o mundo delas, já adianto que o livro é gostoso de ler. Vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: Surfistas, beijos e um pé de pato
Autor (a): Carolina Cequini
Editora: Atheneu Cultura
Gênero: Romance juvenil
Ano: 2015
Páginas: 296
Avaliação: 

Sinopse: Celine tem 15 anos e é apaixonada por Gabriel, o surfista mais bonito da escola, mas ele só tem olhos para a insuportável Bruna. Quando Celine vai passar as férias na casa de sua tia, encontra um pé de pato que, em contato com a água, lhe dá uma cauda de sereia. Logo ela descobre que não é a única nas águas do Rio de Janeiro e que o pé de pato esconde segredos sobre a sua origem e de sua família. A amiga Serena, também sereia, vai ajudá-la a fazer tudo para chamar a atenção de Gabriel, gerando situações muito divertidas. Surfistas, beijos e um pé de pato é o primeiro livro da escritora e ilustradora Carolina Cequini. Foi escrito e ilustrado por ela mesma quando era ainda adolescente e tem continuação: mais dois volumes a caminho, formando uma trilogia.
  Tudo começa com a protagonista Celine ou Cel pros chegados, uma adolescente de quinze anos que está descobrindo o mundo das sereias. Quando seus pais que são médicos são convidados para um congresso na Itália Celine descobre que não poderá participar desta viagem e terá que ficar na casa de sua tia Luísa e ajudá-la em sua loja.

"[...] Ela demorou um pouco para me responder, quase como se não acreditasse no que estava prestes a falar: - A princesa perdida".

  Celine então acha na loja da tia uma caixa antiga de sua avó Undine que já faleceu e nela encontra um pé de pato lindo com escamas em tons de turquesa. Sua tia deixa ela ficar com o pé de pato e Cel vai à praia aproveitar essas duas semanas das férias de julho.

  Celine estreia seu par de pés de pato e nada muito sem perceber. Quando se dá conta está muito longe da praia e a princípio suas pernas formigam e ela sai da água. Já na outra vez que ela usa os pés de pato as coisas mudam. Uma cauda aparece no lugar das pernas e Celine conhece Serena uma sereia de verdade que a alerta sobre o perigo de ser vista por humanos.

''Tentei não pensar no fato de ele ter me beijado. Eca! Só de pensar que aquela língua que já compartilhou baba com quase todas as garotas do meu bairro esteve na minha boca de novo... Urgh!"

  Cel fica chocada com a descoberta de que as sereias realmente existem mas a princípio não revela para Serena que é humana. Ela inventa uma desculpa e volta pra casa. Logo ela faz amizade com Serena e visita o mundo das sereias. Mas ao mesmo tempo ela tem uma paixonite por Gabriel um surfista que estuda em sua escola e que é do segundo ano, ela é do primeiro.

  Na escola ela tem uma rival chamada Bruxa... Quero dizer Bruna que faz de tudo para chatear Celine. Incluindo dar mole para Gabriel. Pouco tempo depois Celine é pega em auto mar por um sereiano que são diferentes das sereias, eles são uma espécie de sentinelas que protegem as sereias da realeza.

  Ele descobre que ela é humana e a leva para o castelo para ser julgada pela rainha Íris. Todos se surpreendem ao constatar que Celine na verdade é uma princesa sereia perdida...
  Bom bibouss, se falar mais eu acabo revelando tudo, mas eu realmente gostei este livro. Foi uma leitura divertida como já não tinha há tempos. Li o livro dentro de horas e quando acabei fiquei com aquela sensação de quero mais.

  Um personagem que eu quero destacar é Taikun que se torna guarda costa pessoal de Celine. Que aos poucos se tornou meu favorito de todo o livro. O livro é ilustrado pela própria autora, parecem figuras de desenhos de TV, são muito bem feitas as ilustrações, deu um tchans a mais no livro. A capa é linda e também criada pela autora, a diagramação é fofa e a cada passagem de capítulo são marcadas por uma espécie e superfície da água em movimento.

"Taikun deu um sorriso tão bonito que eu não consegui resistir. Mais do que isso, era um sorriso sincero, e eu vi que ele parecia ser realmente um garoto legal."

  O livro tem uma escrita de fácil compreensão e é voltado para o público adolescente, mesmo assim eu gostei e muito da estória estou curiosa com a continuação e espero poder ler. Se trata de uma trilogia.

  Bom bibouss, essa é a resenha espero que tenham curtido e deixem nos comentários o que acharam do livro.
Kissus

07/07/2015

[PROMOÇÃO] #GANHE UM LAYOUT - RESULTADO


Hello bibouss, tudo okay? O ganhador do template abaixo foi:


Primeiro a numeração dos participantes

A abra a imagem em uma nova guia para melhor visualização:


A ganhadora foi a Jéssica Fonseca.

O layout contém:
Menu fixo no topo;
Comentários personalizados;
Favicon;
Foto com redes sociais;
Marcadores abaixo do título de postagem;
Gadget de marcadores personalizado;
Barra de rolagem colorida;
Slide automático;
Botão de curtir do Facebook;
Assinatura do post com foto;
Separador de postagens;
Botão de voltar ao topo;
Categorias em imagens para o título (10 imagens);
Rodapé personalizado;
Caixa de link-me;
Blockquote personalizado;
Imagem no lugar de inicio/ páginas anteriores/ e páginas recentes.

Observações:
Eu mesma irei fazer a instalação gratuita do template;
Deixar um comentário com seu nome, e-mail

03/07/2015

[RESENHA] #AS FACES DA LUZ

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje mais uma resenha de um livro nacional uhu. Finalmente eu estou de férias e podendo ler um pouco. Hoje a resenha é de um livro de parceria com a autora Tatiane Durães, pelo livro As faces da luz, vamos começar? \o/

Lido em: Julho de 2015
Título: As faces da luz
Autor (a): Tatiane Durães
Editora: Cata-vento
Gênero: Aventura/fantasia
Ano: 2014
Páginas: 452
Avaliação: 


Sinopse: Ao ser forçada a atravessar um portal por um imenso lobo, Tayara se depara com um mundo que jamais imaginara, e elfos e bruxas passam a fazer parte de sua realidade. Mas o que ela não sabe é que seu destino fora traçado muito antes de seu nascimento. Agora ela terá que escolher entre a razão e o coração, pois ao se apaixonar por um elfo, descobre que uma forte maldição a prende a ele. Uma aventura repleta de magia e descobertas, se inicia.


A estória deste livro começa com Tayara, uma jovem que sente uma presença fora do comum perto de sua casa. A mesma é cantora de uma banda e na noite anterior chegou muito tarde e consequentemente dormiu até tarde também. Ela e a mãe Sônia, são muito amigas e segunda tem um carinho pela sua horta e por sua orquídeas.
“Em meus sonhos eu estava voando com asas de vagalumes e brilhando intensamente enquanto um lobo me perseguia no chão”.
Tayara e a mãe um dia são surpreendidas pela presença de um lobo enorme que as obriga a segui-lo para dentro de um portal mágico. Ela e a mãe atravessam o portal e vão parar no reino de Arcantatys, um lugar cheio de pessoas diferentes.

Chegando ao reino de Arcantatys, Tayara se descobre uma bruxa negra e Sônia descobre ser uma elfa. As duas começam a ser inseridas neste mundo fantástico e cheio de novas descobertas e novos amores. Tayara se encanta pelo elfo Aodh que não simpatiza com ela no início, mas depois a relação dos dois muda da água para o vinho.

"...quero que amanhã em diante, enquanto não voltar se lembre de mim e do que significamos juntos."
Tayara é forte e muito teimosa e ao longo de todo o livro ela quer desfazer as maldades de sua outra vida, pois a mesma em vida passada era Agatha uma bruxa muito temida que fez muitas vítimas ao longo de sua vida. Por isso Tayara é muito temida por todos mesmo sem ter feito nada de mal.

O ponto forte do livro pra mim foi o amor que surgiu na vida de Tayara, mas não vou dizer quem é... Só digo que gostei da química entre os personagens. Outro que eu gostei muito foi do lobo Ariosto, sim aquele que obrigou Tayara e a mãe a entrarem no portal.
Não gostei muito do Reagan achei ele um pouco intrometido e infantil, mas adorei a estória criada sobre a vida dele. Outro personagem que não gostei muito foi a princesa Kaiki e o príncipe Noha.

Quanto à diagramação é muito bem feita, as páginas são amareladas. A capa é linda, uma das mais bonitas que tenho. A escrita é simples e fluida. Minha única crítica negativa foi no quesito de narração, pois Tayara era a narradora do livro e do nada passou a ser o rei Cedric. Isso não tem problema, o problema foi que nada indicou essa mudança de narrador, então quando eu finalizei um capítulo, de repente não era mais a Tayara que narrava e às vezes eu me perdia, ficava sem entender o contexto da estória. Só depois de ler uns dois ou três parágrafos é que eu entendia que ocorreu essa mudança de narrador.

Bom bibouss, essa foi a resenha espero que tenham gostado e deixem nos comentários o que acharam deste livro lindo.
Kissus
©
.
.
imagem-logo