30/08/2015

[RESENHA] #A ÁRVORE DE STRANGEVILLE

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje mais uma super resenha de um livro nacional que eu gostei muito. Se trata de uma parceria com a autora Camilla Sá que me enviou o livro dela e eu infelizmente demorei para lê-lo devido a faculdade. Aos poucos estou colocando  muitas leituras em dia, em fim, vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: A árvore de Strangeville
Autor (a): Camilla Sá
Editora: Gregory
Gênero: Literatura brasileira/ ficção
Ano: 2013
Páginas: 401
Avaliação: ★★

Sinopse: O único sonho de Caroline era ter uma vida normal: morar em uma casa fixa, fazer amigos que durem e ser popular. Mas, sempre que se muda, ela precisa começar tudo de novo. E Caroline não é muito boa nesses “novos começos”. Até o dia que chega em Strangeville. Lá, onde tudo parece diferente, ela encontra a Árvore de Strangeville: o elo mágico que separa o mundo real do universo da fantasia. Não somente a nova cidade, mas também a sua vida muda drasticamente. Suas preocupações deixam de ser com o lugar onde mora e se torna algo muito maior, como salvar não apenas um, mas dois mundos! Com a ajuda de Arthur e Bree, ela terá de enfrentar várias criaturas, esforçar-se para impedir que Klaus domine os mundos e cumprir a missão de colocar tudo em seu lugar. Uma história de aventura que faz com que você cruze a fronteira da árvore.

      O livro começa com a protagonista Carolina, mais conhecida como Milie. Uma adolescente de quinze anos que está sempre se mudando devido ao trabalho do pai. Ele é biólogo e por isso está sempre estudando novos lugares e sempre com projetos ambientais. Um dia Guilherme decide que os dois deveriam voltar para Strangeville sem explicar para Milie o por que.
          A menina fica triste pois mais uma vez terá que recomeçar sua vida em um lugar novo, fazer amizades e conseguir criar um vínculo com o lugar. No entanto ao chegar em Strangeville Milie sente um carinho pela cidade que vai conquistando-a mediante suas novidades.
        Milie quer fazer parte do grupo mais popular da escola e por isso é enganada e se sente humilhada pelos populares de sua sala, ao mesmo tempo ela vê um elfo que no futuro ela ainda veria novamente. Milie se sente mal e volta para casa aos prantos. No dia seguinte ela decide não se abalar com essas pessoas fúteis e passa a ser amiga de um grupo de pessoas divertidas e que a fazem bem.
Mas Strangeville é um lugar cheio de mistérios que despertam a curiosidade de Milie e ela vai até uma biblioteca e encontra um livro com estórias sobre a árvore de Strangeville que lhe chamam muita atenção, ao final da leitura ao devolvê-lo a recepcionista acaba dizendo que o livro não é de propriedade da biblioteca e Milie fica com o livro para si.

"Chegamos à cidade. Tudo é tão estilo época medieval. As casinhas de madeira ou tijolos, a igreja, o parque bem simples, a escola tradicional, tudo é muito parecido com aquelas histórias de contos de fadas. Chega a ser fofo".

Logo o pai de Milie revela que eles voltaram para essa cidade para procurarem por sua mãe Alice que desapareceu quando ela ainda era pequena e Milie fica feliz. Quando Klaus, um homem que veio do mundo de dentro da árvore Strangeville, decide derrubar uma Árvore que não deveria ser derrubada acaba ocasionando uma catástrofe e os dois mundos são misturados tendo humanos e criaturas mágicas convivendo uns com os outros gerando mortes e uma guerra iminente.
Milie tenta em vão que não derrubem a árvore e se sente culpada por não ter ouvido o que o pai disse a ela e agora que ela encontrou dentro da árvore de Strangeville uma pulseira mágica com cinco bolinhas que podem lhe dar cinco formas diferentes ela é convocada a ajudar os dois mundos a se separarem e ela deve treinar suas cinco formas e acabar com os planos malignos de Klaus.

'' - Não só os humanos se envolviam em guerras - disse Arthur, correndo - Todos os reinos se envolviam também. A diferença é que vocês humanos são meio... possessivos demais. ''
 
Bom bibouss, eu gostei bastante do livro só não consegui favoritar porque senti que as cenas mais importantes ficaram faltando desenvolvimento, como a guerra que foi criada e a conclusão amorosa entre Arthur e Milie, poderia ter sido cenas mais desenvolvidas e com descrições mais detalhadas.
O livro é narrado em primeira pessoa por Milie, as folhas são amareladas, a diagramação é simples, e a escrita é bem informal.  Livro poderia ter sido melhor revisado pois tinha erros de formatação, como espaços muito grandes e algumas palavras estavam escritas erroneamente. Faltou um pouco de atenção na revisão final.
Bom bibouss, esta foi a resenha espero que tenham curtido e fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários o que acharam desta obra.
Kissus

27/08/2015

[DESEJOS] #ROUPAS, OBJETOS, LIVROS...

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje vou listar pra vocês alguns itens que eu pretendo comprar e que estão no topo dos meus desejos de comprinhas. Eu fiquei um tempo sem comprar roupas, acessórios etc, pois já tinha comprado muito coisa, mas agora já passou um tempo  eu estou maluquinha por esses itens, vamos começar? \o/
Botas Over the knee
Estou ensandecida por uma bota dessas, mas elas são realmente muito caras, então estou garimpando para achar uma mais em conta, elas são lindas e combinam com vários estilos de roupas e de cores. São muito chiques e dão um complemento maravilhoso ao look.
Saia mullet
Essas saias são lindas, mas eu nunca acho uma que eu goste em uma loja :( Estou à procura de um modelo bem clean rendado ou com camadas como na saia azul acima. Estou muito afoita pelas comprinhas ♥
Batom Duda Fernandes para T.blogs
Que batom roxo é esse bibouss? Fala sério ele é lindo d+ em uma pegada mais dark, é um batom roxo com um fundo mais preto, combina com o inverno e é de uma youtuber que eu adoro e que sigo. Ela arrasa nas makes e o batom que ela criou é amazing!!! Pena que só vende online¹ Canal do youtube (clique aqui)
Batom Hermione da Bruna Tavares para T. blogs
Meu amor, olha que batom divo! Sério é lindo de morrer, estou louca aqui por ele pena que só vende online², quero muito este batom que foi inspirado na Hermione uma das protagonistas do  Harry Potter, é muito amor né gente? ♥ Canal do youtube (clique aqui)
Máscara Morte Súbita da Lola Cosméticos
Eu tenho ouvido falar muito bem deste produto na internet. Dizem que é uma maravilha que dá muito certo para cabelo com química, coloração, que dá um aspecto lindo ao cabelo e que dá uma espécie de derretida no cabelo que faz ele ficar como se fosse novo :) Eu queeeeero!
Livro Amor sem limites
Se vocês soubessem a angústia que eu sinto por ainda não ter este livro... Sério eu já li o Paixão sem limites [Resenha] e o Tentação sem limites [Resenha], mas ainda não li este volume. Estou muito chateada por não ter comprado esse livro pois são um dos meus favoritos e não tenho o último :'(
Livro Bela distração
Eu já li os livros Belo desastre, Desastre iminente e Belo casamento da Jamie McGuire e estou louca pelo Bela distração, já vi um spoiler em um vídeo e fiquei ainda mais sedenta por este livro, que é uma estória com o outro irmão do Travis Maddox, o Trenton Maddox! 
Pincel Kabuki reto
Eu quero muito um pincel kabuki reto, só que eu quero investir em um produto que eu sei que vou gostar. Queria comprar o da Sigma mas ele é um tanto caro, e o da Macrilan é muito mais barato e dizem que a função dos dois é quase a mesma, mas o da Sigma é mais rápido de trabalhar, vou pensar bastante se vale a pena o investimento.

Bom bibouss esse são meus desejos por enquanto, espero que tenham curtido e deixem nos comentários o que acharam sobre essas possíveis comprinhas.
Kissus

24/08/2015

[RESENHA] #ENCONTROS E DESENCONTROS

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje mais uma resenha, ehhh. Parceria com a autora Rosana Prito, que me procurou e me cedeu um exemplar do seu livro de contos para mim ler e resenhar aqui no SVÂ, fiquei muito feliz e animada com os contos, vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: Encontros e desencontros
Autor (a): Rosana Prieto
Editora: All print
Gênero: Contos
Ano: 2015
Páginas: 40
Avaliação: 
Sinopse: Ao abrir este livro, as portas do real e do imaginário são abertas. O leitor terá acesso à diversão, melancolia, horror e demais sentimentos humanos que fazem parte de nosso cotidiano. Os personagens serão verdadeiros amigos e companheiros de todas as idades: crianças, jovens sonhadores, senhoras idosas que compartilharão suas histórias, experiências e estarão à sua disposição para serem lidos de dia e de noite. Leia e tenha a sua própria opinião Este livro contém nove contos ecléticos. Vale ressaltar alguns para que o leitor tenha uma ideia do universo que um livro pode alcançar. O primeiro intitulado: A Espera, trata-se da visão de uma menina no começo do século XX, seus desejos, suas esperanças. A guerra é tudo o que perdemos em nossas vidas. Os contos: A música e A Vida tributos às artes em geral: como a música, a dança, a literatura. A narrativa intitulada: O Mistério nos leva ao mundo do desconhecido, o lado obscuro do ser humano. A história Tristeza enfoca problemas nos relacionamentos e a dor da separação. O Sonho trata-se de uma brincadeira onde a história mundial teria sofrido modificações e a colonização da América tivesse sido feita pelos catalães. Por último o conto premiado intitulado: Eu queria a “Tippy”, ganhador do Premio Especial Daniel Solano no Concurso do Dia do Livro e da Rosa, patrocinado pela Unesco, em Quito – Equador. Esta narrativa conta a história da autora quando criança e seu desejo ardente por uma boneca.
O livro é repleto de contos que sempre foram como um toque silencioso em meu coração, todos eles possuem uma sensibilidade que me deixou pensativa em como a vida é cheia de surpresas: boas ou ruins. A cada página senti um misto de alegria e depois tristeza pelo finalizar de cada conto, que me tocou e me deixou emotiva as vezes. 
"Eu pensava: "te esperarei com os braços abertos". No entanto, agora tinha medo, percebia de que ele demoraria. Não entendia essa guerra. Parecia-me tonta. E o meu noivo Onde estaria?". 
Se trata de um livro com nove contos, intitulados por: A espera, a guerra, a música, a vida, cotidiano, o mistério, tristeza, um sonho e eu queria a “Tippy”. Percebi que em todos os contos o final é composto pelo fim da vida, em cada conto um personagem especial acaba morrendo poeticamente falando. 
“Sempre estou esperando um novo dono que me respeite e que goste de minha companhia na era da informática.”
Um conto em especial me surpreendeu no fim “O mistério”, foi o ápice do conto pois me fez pensar que sabia o que aconteceria mas na verdade outro fato importante se sucedeu. Os contos são sobre vários assuntos, o ciúme, o amor, a música, o preconceito, a devoção, a tristeza, a perda e isso se torna um mar de questionamentos na minha cabeça, a escrita da autora é muito fluida e fácil de compreender.
A capa é muito poética na minha opinião, as páginas são amareladas, a diagramação é simples e o livro é narrado por diversificados protagonistas.
Bom bibouss, essa foi a resenha espero que tenham curtido, fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários se já leram ou querem ler esse livro repleto de contos.
Kissus

20/08/2015

[RESENHA] #BULLYING

Hello bibouss, tudo okay? A resenha de hoje é de um livro de parceria com o autor nacional L.L. Santos por Bullying, matando aula. Um livro com uma temática bem pesada e cheia de mortes. Vamos começar? \o/
Ficha técnica
Título: Bullying, matando aula
Autor (a): L. L. Santos
Editora: Clube dos autores
Gênero: Literatura nacional/ Thriller
Ano: 2012
Páginas: 330
Avaliação: 

Sinopse: Uma sala de aula de um colégio público tem a surpresa de conhecer a morte sem precedentes, quando um homem mascarado entra armado de um revólver e decide que este será o último dia de aula. Durante os momentos fatídicos, os estudantes mostram-se tão macabros quanto o estranho que os colocara na mais desesperada situação de suas existências. Ódio, medo, amor, preconceito, racismo. Imperam as diferenças sociais entre alunos que fariam de tudo para saírem ilesos. Inclusive matar seus colegas. Um retrato da sociedade educacional do Brasil. Um episódio que possui tentáculos em todas as direções que se pode imaginar. Chacina é a palavra-chave para por um fim a tudo! Porém, não é apenas a violência, mas a história de vários personagens que são retratos de um mundo real. E principalmente, com relação a quem tanto sofrera quando criança, nas mãos de outras crianças. Mostrando que uma tragédia que acontece "hoje" pode ter sido semeada a muitos anos atrás. E por este motivo, apenas ficou encubada... Algo que poderia ser evitado. Usando da educação familiar e também com ações de cidadania das instituições de ensino.
O livro começa com um acontecimento que muda a vida de vários alunos do 3º ano, na cidade de Francisco Alves, no Paraná. A trama começa com a chegada de um homem denominado por todos como “estranho”, que mantém os alunos de uma escola pública presos na sala de aula com a professora. O que seria mais um dia de aula comum se torna um verdadeiro inferno coletivo.
A trama é desenvolvida com capítulos alternados entre “o último dia de aula”, a descrição da vida de alguns alunos em particular, e a situação que é gerada em frente a escola. Há também as passagens de um menino chamado Carlinhos que é vítima de bullying constantemente e acaba sendo alvo de um trio de garotos que ateiam fogo no cabelo do menino, deixando se rosto completamente deformado.
"A juventude estava perdida. Nada mais havia a fazer. A escola que deveria comportar cérebros e corpos sãos, detinha na verdade, mentes em declínio em corpos dominados pela loucura social".
           Carlinhos começa a desenvolver uma espécie de paixão pelo fogo e começa a atear fogo em formigas, e logo em seguida em animais como gatos e cachorros, mas ele não para por ai. Uma vizinha de sua mãe acaba de ganhar uma menina e o mesmo decide colocar fogo no quarto da bebê. Ela não morre mas fica ainda pior do que Carlinhos, totalmente queimada e deformada. E ele gosta da sensação que sente ao atear fogo em qualquer um que lhe seja alvo fácil.
             A sala do 3º ano era repleta de adolescentes variados, magros, gordos, patricinhas, prostituta, evangélico, homossexual, negros entre outros. Tudo contribui para que os alunos se odiassem pois alguns eram alvo de inveja e outros de cobiça e isso se torna mais perigoso a cada página. Várias estórias em um único ambiente.
O autor explora com veracidade o que ocorre em uma sala de aula, um lugar que ninguém deseja estar e odeiam os professores, os outros alunos  etc.  A estória é bem pesada e a escrita se torna bem repleta de colocações inteligentes e poucos diálogos, ele torna o que seria bom o ruim e o que seria ruim o bom. Há utilização de várias figuras de linguagem, o que enriqueceu a trama criada pelo escritor.
"Ela acreditou que tinha visto os olhos por debaixo daquelas lentes redondas e escuras. E que eles diziam somente uma palavra: morte".
           Todos os alunos da sala são egocêntricos e esnobes, até Samuel que é o evangélico da turma é enjoado e metido a ser melhor que os outros, não gostei de nenhum aluno daquela maldita classe.
O que eu queria frisar é que o autor me pareceu acreditar que quem faz bullying com os outros nunca se arrependerá, mas eu acredito que as pessoas mudam com o passar dos anos, talvez para pior, mas talvez para melhor, fica a critério da criação que acada um obteve.                                        
O final deixou a desejar, mais ainda sim eu gostei muito do livro. A linguagem é das melhores, e a escrita flui com naturalidade. As folhas são brancas, a capa é muito feia, a diagramação é simples e o livro foi lançado pelo clube dos autores.
Bom foi essa a resenha, deixem nos comentários o que acharam sobre ela. Fiquem de olho nas redes sociais.
Kissus

14/08/2015

[RESENHA] #A GRANDE RAINHA


Hello bibouss, tudo okay? Hoje aqui no blog, mais uma resenha de livro ehhh. O livro é de parceria com o autor brasileiro Sérgio Roberto de Paulo, pelo livro A grande Rainha, a saga de Mitrax, um livro com uma temática de fantasia e se trata de uma saga. Vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: A grande Rainha
Autor (a): Sérgio Roberto de Paulo
Editora: Novo Século
Gênero: Literatura brasileira/ ficção
Ano: 2012
Páginas: 368
Avaliação: ★★★

Sinopse: Em uma terra desconhecida e fantástica, onde convivem gnomos, elfos, ondinas, salamandras, gigantes, anjos, dragões e trolls, uma menina simples e humilde, Aara, é reconhecida como a rainha de Brenor, o Grande Reino dos homens. Era o ano de 1074 da Era dos Grandes Reis e Rainhas, quando Mitrax, o principado líder dos anjos que permanecem no mundo, aquele que havia se apiedado dos homens, decide se apoderar dos cristais de diferentes poderes espalhados entre os reinos. O próprio Senhor da Luz os havia distribuído: entregou o cristal laranja aos gnomos, o verde aos elfos, o vermelho às salamandras, o azul às ondinas, o amarelo aos magos e o negro ao próprio Mitrax. Então, este envia os seus exércitos na captura desses objetos, liderados pelo príncipe gigante Tipreus e pela maga degenerada Meissa. Para enfrentá-los, Aara, a Rainha de Copas, contará apenas com a amizade de seu mestre, o mago Aldebaran, e de seu escudeiro, o hilário Gdu, devendo decidir se enfrentará monstros fantásticos, exércitos poderosos, bem o como o martírio e a morte, para salvar o reino humano de sua própria monstruosidade.Mas... tudo o que foi dito aqui não é o que, na verdade, torna essa história mágica. Não. É outra coisa que descobrirás se abrires essas páginas!
            O livro começa com a protagonista Aara, uma jovem camponesa de dezesseis anos que apanha do padrasto bêbado quase todos os dias, ela trabalha como uma espécie de garçonete e tem um dom com as plantas. Aara é muito doce e bondosa, faz medicamentos para os pobres e machucados e está sempre ajudando quem precisa, isso a torna muito amiga do povo.
Aara acaba de tornando a terceira grande rainha de Brenor, quando sua Vila é invadida pelos seguidores de Mitrax, ela acaba se encontrando gnomos e a realeza de Brenor. Sua forma de ser acaba por torná-la a grande rainha de Brenor. Anteriormente o reino já tivera dois reis: 1º o rei Alionor, e posteriormente a rainha foi Anahar.

“Agora que o príncipe retorna das cinzas”.

Durante o livro ela conta com o mago Aldebaran que a princípio desconfia de Aara como a verdadeira herdeira do trono, mas ele logo se convence de sua veracidade, também o hilário gnomo Gdu, que está sempre contando estórias mirabolantes que gera muita risada e algumas vezes até confusões.
Aldebaran inicia os 12 ensinamentos para Aara se torna uma rainha mais sábia e com senso de humanidade e dever. Graças aos primeiros ensinamentos de Aldebaran, Aara consegue sobreviver aos ataques Dos inimigos. Os ensinamentos são criados exclusivamente para magos e os grandes reis. Aara prova para todos que é corajosa e destemida, mesmo sendo tão jovem ela consegue superar os obstáculos e seguir em frente, rumo aos ensinamentos posteriores.
Confesso que a leitura foi um pouco maçante, pois a linguagem era bem formal em algumas partes, e mais coloquial em outras, um ponto que não gostei foi o excesso de descrição desnecessária. O livro é narrado em terceira pessoa, as páginas são amareladas, a diagramação é simples e a capa é bem bonita.
Senti falta de um romance no livro, pois li na apresentação que Aara teria um amor, mas ele só aparece no segundo volume, então fiquei um pouco desapontada. O livro é criado a partir de um planeta chamado Micropella e a estória se passa no ano de 1074, um mundo dominado pela guerra e pela magia.

“Apesar de todas as dores, a vida é bela e vale a pena ser vivida. Não desistas dela, ame cada segundo da tua vida e não deixes que nenhuma outra alma sequer, abaixo desse céu, desista dela”.

No geral eu apreciei a leitura, não tanto quanto gostaria, mas recomendo o livro para os fãs de estórias, como Harry Potter, O senhor dos anéis, Game of thrones, vi nuances destas obras no livro resenhado acima e achei super interessante.
Bom bibouss, esta foi a resenha espero que tenham curtido e fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários o que acharam desta obra. 
Kissus

10/08/2015

[PARCERIA] #ROSANA PRIETO

Hello bibouss, tudo okay? Estou muito feliz pela parceria de hoje pois a própria autora entrou em contato comigo para firmarmos parceria, é uma grande honra poder ler livros de autores nacionais, a literatura brasileira tem crescido mais e mais a cada dia, e é com satisfação que divulgo esta parceria, vamos começar? \o/
Sobre a autora
Sinopse: Advogada e Professora de Espanhol. Prêmio Daniel Solano no Concurso do Dia do Livro e da Rosa pela crônica pessoal Jo volia la Tippy, publicada pela Unesco em Quito, Equador.
Sobre a obra
Ficha técnica
Título: Encontros e desencontros
Autor (a): Rosana Prieto
Editora: All print
Gênero: Contos
Ano: 2015
Páginas: 40

Sinopse: Ao abrir este livro, as portas do real e do imaginário são abertas. O leitor terá acesso à diversão, melancolia, horror e demais sentimentos humanos que fazem parte de nosso cotidiano. Os personagens serão verdadeiros amigos e companheiros de todas as idades: crianças, jovens sonhadores, senhoras idosas que compartilharão suas histórias, experiências e estarão à sua disposição para serem lidos de dia e de noite. Leia e tenha a sua própria opinião Este livro contém nove contos ecléticos. Vale ressaltar alguns para que o leitor tenha uma ideia do universo que um livro pode alcançar. O primeiro intitulado: A Espera, trata-se da visão de uma menina no começo do século XX, seus desejos, suas esperanças. A guerra é tudo o que perdemos em nossas vidas. Os contos: A música e A Vida tributos às artes em geral: como a música, a dança, a literatura. A narrativa intitulada: O Mistério nos leva ao mundo do desconhecido, o lado obscuro do ser humano. A história Tristeza enfoca problemas nos relacionamentos e a dor da separação. O Sonho trata-se de uma brincadeira onde a história mundial teria sofrido modificações e a colonização da América tivesse sido feita pelos catalães. Por último o conto premiado intitulado: Eu queria a “Tippy”, ganhador do Premio Especial Daniel Solano no Concurso do Dia do Livro e da Rosa, patrocinado pela Unesco, em Quito – Equador. Esta narrativa conta a história da autora quando criança e seu desejo ardente por uma boneca.

Onde achar
e-mail: encdesprieto@gmail.com 
Facebook: Rosana Prieto 
http://www.allprinteditora.com.br/

07/08/2015

[RESENHA] #O CLÃ DOS QUATRO GUERREIROS

Hello bibouss, tudo okay? O post de hoje se trata de uma resenha de um livro em parceria com o autor Diego Martins Ribeiro, pelo seu livro intitulado A clã dos quatro Guerreiros, eu estou muito feliz por estar resenhando livros nacionais e espero que vocês estejam gostando das resenhas tanto quanto eu, vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: O clã dos quatro guerreiros
Autor (a): Diego Martins Ribeiro
Editora: Novo Século
Gênero: Ficção brasileira
Ano: 2014
Páginas: 392 
Avaliação: 

Sinopse: Quatro jovens com aparentemente muito pouco em comum seguem em um antigo carro vermelho-sangue por uma estrada deserta. Nada indica que qualquer tipo de perigo possa estar em seu caminho naquela pacata noite. No entanto, após se depararem com uma esfera de luz e sofrerem um estranho acidente, Gabriel, Henrique, Débora e Beatriz acordam em um lugar desconhecido, onde tudo parece possível. Em meio a personagens e paisagens surreais, como o monte de rochas flutuantes e a perigosa fera da Gruta Sombria, eles encontram pistas de como podem voltar para casa, e se assombram com as coincidências que envolvem sua chegada a Enoua, como se essa já fosse esperada por alguém misterioso. Em uma incrível jornada que os fará conhecer mais sobre si próprios e aqueles que sempre estiveram a sua volta, eles irão descobrir que Enoua não é simplesmente um mundo distante, e que é preciso muito mais do que armas raras, amuletos cheios de segredos e armaduras indestrutíveis para se tornar um verdadeiro Guerreiro.

       Tudo começa com a partida de cinco esferas percorrendo o universo em busca de algo que chama sua atenção e ela sejam direcionadas a esses planetas inexplorados. Após uma introdução sobre o livro, conhecemos Gabriel um rapaz que está fazendo faculdade e faz estágio em uma empresa para aprimorar suas habilidades.
       Gabriel fica preso no trabalho em uma sexta-feira em que não teria faculdade pela falta de seu professor. O chefe faz uma reunião de última hora deixando-o muito chateado. Ao chegar a sua casa é recebido por sua mãe Luzia que lhe prepara um lanche. Logo conhecemos Roberto, seu pai, que não gosta do rumo profissional que o filho está seguindo. Ele preferia que o filho trabalhasse em sua empresa igual aos seus outros dois irmãos, tornando a relação com Gabriel um pouco ríspida.
            "Henrique passou as horas seguintes sem dizer nada, chateado consigo mesmo. Fora tão prepotente até então. Em toda sua vida, depois de se afastar das pessoas, sempre tentara fazer tudo por conta própria. Havia chegado a pensar que não precisava de ninguém. Porém, naquela tarde, percebeu o quanto aquelas três pessoas que o acompanhavam eram importantes pra ele. Resolveu aceitar que precisava de cada um deles, e muito. Foi preciso quase ter sido comigo por uma planta carnívora gigante para entender isso."
Gabriel é surpreendido pela presença de Beatriz, sua vizinha, pedindo que ele dê uma carona para seu irmão Henrique que é professor de francês e ninguém da família pode levá-lo ao trabalho e ele já está atrasado. Gabriel concorda e depois de insistir com o pai, ele acaba emprestando seu carro vermelho velho.
Gabriel espera por Henrique e Beatriz aparece com sua melhor amiga Débora pedindo que elas possam ir com eles. Ele concorda e Henrique se mostra bem chato e arrogante às vezes. Gabriel está no volante, Henrique ao seu lado e as duas meninas ficam no banco de trás. Durante o caminho as meninas cochicham e conversam, mas Henrique fica calado, deixando claro que não está a fim de conversar com Gabriel.
            "Todos aqueles que conhecemos nos marcam e são marcados por nós de alguma forma, pensou Gabriel."
            No caminho algo surpreendente acontece, uma esfera de luz branca está parada no meio da pista e Gabriel tenta frear a tempo. Algo inesperado ocorre, eles acordam em um castelo em um mundo diferente do que eles já viram. Vários obstáculos surgem e a todo o momento eles devem enfrentar os obstáculos para conseguirem sair do castelo e obter as respostas para suas questões, e o principal: poder retornar para casa.
              Depois de enfrentarem várias provas eles ganham armas especiais criadas por alquimistas e passam a ser guerreiros de acordo com Johnny um menino que os ajuda a descobrir que eles estão em Enoua um mundo diferente da Terra. Em Enoua eles conhecem pessoas maravilhosas que os ajudam a descobrir que eles são muitos fortes e que a coragem sempre esteve com eles.
          Bibouss, o livro é bem diferente do que eu pensava. Tudo conspirava a favor dos guerreiros e mesmo com todas as provas eles foram capazes de vencer as barreiras e sempre evoluindo junto com suas habilidades que foram evidenciadas pelo fato de terem sido tocados pelos pais da sabedoria.
Outro ponto a destacar é uma nuance de romance entre Débora e Gabriel, mas só por parte da menina. Ele nem percebe. O livro é narrado em terceira pessoa, as páginas são amareladas, a capa é linda. A escrita é simples e de fácil compreensão. Não vi erro significativo na narrativa. A diagramação é sofisticada possuindo um arabesque em cada passagem de capítulo.
O livro me surpreendeu e muito no final, fiquei impressionada com a criatividade do autor que criou um contexto totalmente inovador no seu livro. Fiquei muito grata por ter recebido este livro e espero ler a continuação, e o que vai acontecer com o desfecho aberto a outro livro que o autor deixou.
Bom bibouss, essa foi a resenha espero que tenham curtido, fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários o que acharam do livro e dos mistérios de Enoua.
Kissus

04/08/2015

[RESENHA] #CINQUENTA TONS DE CINZA

Hello bibouss, tudo okay? No post de hoje uma resenha de um livro mega conhecido que já teve sua adaptação para as telinhas de cinema neste mesmo ano. Cinquenta tons de cinza. Confesso que demorei em finalizar a leitura por achar a estória um pouco maçante, mas consegui a duras penas concluir a leitura. Vamos começar? \o/

Ficha técnica
Título: Cinquenta tons de cinza
Autor (a): E. L. James
Editora: Intrínseca 
Gênero: Literatura Estrangeira/ erótica
Ano: 2012
Páginas: 480
Avaliação: 

Sinopse: Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos.



O livro como todos sabem começa com a ida de Anastácia Steele no lugar da amiga Katherine Kavanagh ou Kate que fica adoentada e não pode comparecer na entrevista para a faculdade com o CEO Christian Grey. Ana chega ao prédio da empresa de Christian e fica impressionada com a beleza do lugar e de seus funcionários.
Logo ela é conduzida até Christian e a primeira consequência deste encontro é um tombo logo que entra na sala. Uma série de perguntas é feita por ela para Christian e logo se percebe um interesse da parte dele por ela.
Ao finalizar a entrevista Ana fica pensativa e cheia de impressões diversas sobre o intimidador empresário (como ela o denomina). Chegando a sua casa é questionada por Kate sobre como Christian é, sobre seu jeito peculiar e a dúvida sobre sua sexualidade é questionada.
               Ana fica com os pensamentos em Christian e seu amigo José dá a notícia de que irá expor suas fotos (sendo ele um fotógrafo) e a convida para tal momento. Em seu emprego em uma loja de construção Christian aparece de surpresa e assusta Christian com sua presença inesperada. Lá ele a informa que pode tirar fotos para Kate colocar na entrevista, e Christian convida Ana para tomar um café com ele.
"Eu mordo meu lábio e olho para minha mãos novamente, não gostando para onde meus pensamentos rebeldes estão se dirigindo."
Christian questiona Ana sobre seu envolvimento com José que tirar as fotos do bilionário e sobre seu patrão que ele vê quando aparece na loja de surpresa, ela afirma ser solteira e depois de conversarem sobre a vida dela, ele revela que ela não é mulher pra ele e depois que ela quase é atropelada por uma bicicleta.
Ana vai embora magoada e depois de um tempo vai comemorar o fim da faculdade com Kate e José, lá ela liga para Christian e dispensa os livros que ele a presenteou e ele percebe que ela está embriagada. Ele surge lá na boate no exato momento que José tenta beijá-la a força.
Ele acaba levando-a para seu hotel e aos seus cuidados Ana acorda na cama sozinha. Ele volta de sua corrida matinal e adverte-a sobre seu mau comportamento. Logo ele revela suas intenções de tê-la como uma de suas submissas sexuais e Ana fica na dúvida se aceita ou não fazer parte de seus desejos carnais.
“Eu sou muito peculiar, impulsivo. Eu gosto de controlar, a mim mesmo e aqueles ao meu redor”.
Christian lhe dá um contrato com todos os termos que ele quer que ela siga caso aceite suas condições para que ela satisfaça seus desejos e com isso ela fica sem saber o que esperar de tal contrato.
Ana é convidada por ele para conhecer seu quarto de jogos sexuais e finalmente ela revela ser virgem o que deixa Christian chocado. Ele diz que ele precisa resolver este “problema”, faz sexo “baunilha”, como ele chama e passar a fazer sexo constantemente com Ana, que a cada momento se apaixona ainda mais por este homem.

----------------------------------------------------------------------

Que coisa bibouss, não acredito que consegui acabar de ler este livro, eu já estava arrastando esta leitura por um bom tempo e não consegui captar a química entre os personagens.
Não que eu não goste de literatura erótica, eu gosto só que neste livro eu achei muito comum e até mesmo chata algumas cenas, não consegui sentir a química entre eles, Christian era extremamente obsessivo, me deixando irritada muitas vezes, e Ana também por ser tão boba e aceitar tudo mesmo sendo virgem e não conhecendo nada sobre experiências sexuais.
Outro ponto negativo é que eu não vi a estória se desenvolver, era apenas sexo o tempo todo e no final do livro quando começa a ter algum sentido ele acaba. Estou pensando seriamente se vou ler o segundo volume, mas sou muito curiosa e dizem que o segundo livro é bem melhor que o primeiro nesta trilogia.
“Anastásia, eu não sou um homem de flores e corações. Não me interessam as histórias de amor. Meus gostos são muito peculiares. Deveria te manter afastada de mim”.
A capa é bonita, claro! A diagramação é simples e as folhas amarelas. O livro é narrado em primeira pessoa pela Ana sendo ela autodiegética e a única que narra o livro. Um ponto do livro que eu gostei muito foram às referências a vários tipos de autores, sobre literatura clássica, música, filmes etc. Serviu para enriquecer uma obra com pouco conteúdo. A escrita da autora é gostosa de ler, mas a tradução não foi das melhores, erros grosseiros fizeram parte da narrativa.
Bom bibouss, essa foi a resenha espero que tenham curtido, fiquem de olho nas redes sócias e deixem nos comentários se já leram ou querem ler esse livro tão visado na mídia.
Kissus
©
.
.
imagem-logo